MMORPG de fantasia afro The Wagadu Chronicles foi encerrado durante o Acesso Antecipado

O universo dos MMORPGs é vasto e diversificado, oferecendo aos jogadores uma infinidade de mundos para explorar e aventuras para embarcar. Um desses mundos, que prometia uma experiência única com sua rica tapeçaria de mitologia africana e jogabilidade sandbox, era “The Wagadu Chronicles”. Desenvolvido pelo estúdio Twin Drums, o jogo buscava oferecer uma nova perspectiva no gênero, celebrando a cultura africana em um cenário de fantasia.

Lançado em Acesso Antecipado em dezembro, “The Wagadu Chronicles” apresentava um modelo buy-to-play, onde os jogadores podiam comprar o jogo e desfrutar do conteúdo sem assinaturas mensais. A proposta era inovadora: um mundo aberto onde os jogadores poderiam criar e desenvolver aldeias, cultivar recursos, e personalizar personagens com uma variedade de habilidades, desde combate até artesanato e música.

Infelizmente, apesar da visão e do esforço dos desenvolvedores, o jogo não conseguiu alcançar a popularidade esperada. Com um pico de apenas 36 jogadores online no início e uma média recente de 1-2 jogadores, o estúdio tomou a difícil decisão de encerrar os servidores. A baixa popularidade pode ser atribuída a diversos fatores, desde a concorrência no mercado até a falta de visibilidade e marketing adequados.

A despedida dos desenvolvedores foi tocante, refletindo o amor e a paixão pelo projeto: “Wagadu era mais do que apenas um jogo, era um pequeno espaço virtual lindo que se tornou realidade graças ao seu amor. Agradecemos sinceramente por tornar isso possível e se juntar a nós nesta jornada única”. Essas palavras ressoam com a comunidade de jogadores e desenvolvedores, lembrando a todos que cada jogo é uma obra de arte, um sonho realizado.

“The Wagadu Chronicles” pode ter chegado ao fim, mas seu legado permanece. Ele destaca a importância de apoiar jogos independentes e diversificados, que trazem novas narrativas e culturas para o cenário dos jogos. Talvez, no futuro, possamos ver um renascimento ou um sucessor espiritual que carregue o tocha de Wagadu, continuando a explorar e celebrar a riqueza da fantasia africana em novas e emocionantes maneiras.

Máiron Vieira

Adepto de Computadores e Notebooks desde quando teve o seu primeiro acesso a um aos 6 anos de idade, um PC com Windows 95 que rodava Coelho Sabido e Swat 3. Desde lá, acompanha o mundo da tecnologia, onde se tornou especialista em Notebooks, Computadores, Monitores e Teclados Gamers. Juntou toda essa experiência com o passa tempo de jogos MMORPG, onde iniciou com Tibia em 2005, mas teve acesso a jogos também como Gunbound, para criar o Blog GAMIWORK. Desde 2019 possui expertise em tecnologia e análises de produtos. E-mail: mairon@gamificationofwork.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *