Path of Exile 2 planeja adicionar casa de leilões, recurso que os jogadores sonham há 10 anos

Uma das características mais controversas do RPG de ação Path of Exile é o seu sistema de comércio, que não possui uma moeda padrão nem um leilão integrado ao jogo. Isso obriga os jogadores a recorrerem a sites e serviços externos para trocarem seus itens, o que nem sempre é seguro ou conveniente. Além disso, há o problema dos bots que inflacionam o mercado e prejudicam os jogadores legítimos.

No entanto, os desenvolvedores da Grinding Gear Games estão cientes dessas questões e planejam implementar uma solução no Path of Exile 2, a sequência do popular jogo que ainda não tem data de lançamento. Em um podcast recente, o streamer Zizaran conversou com alguns membros da equipe de desenvolvimento e revelou que eles têm a intenção de adicionar um leilão dentro do jogo, onde os jogadores poderão pesquisar e comprar os itens que desejam.

Ainda não há detalhes sobre como esse leilão funcionará, mas os desenvolvedores disseram que querem evitar os problemas que afetam o jogo original, como a presença de bots e a falta de transparência. Eles também mencionaram a possibilidade de usar uma moeda única, como o “ouro”, para facilitar as transações. Essas mudanças podem tornar o comércio mais justo e acessível para todos os jogadores.

O Path of Exile 2 ainda está em desenvolvimento e não tem uma data de lançamento definida. O jogo será uma expansão do Path of Exile original, mas terá uma nova campanha, novas classes, novos gráficos e novos sistemas. Os jogadores poderão manter seus personagens e itens do jogo anterior, mas também poderão criar novos personagens para experimentar as novidades. O jogo será gratuito para jogar, assim como o seu antecessor.

Máiron Vieira

Máiron Vieira

Adepto de Computadores e Notebooks desde quando teve o seu primeiro acesso a um aos 6 anos de idade, um PC com Windows 95 que rodava Coelho Sabido e Swat 3. Desde lá, acompanha o mundo da tecnologia, onde se tornou especialista em Notebooks, Computadores, Monitores e Teclados Gamers. Juntou toda essa experiência com o passa tempo de jogos MMORPG, onde iniciou com Tibia em 2005, mas teve acesso a jogos também como Gunbound, para criar o Blog GAMIWORK.Desde 2019 possui expertise em tecnologia e análises de produtos.E-mail: [email protected]

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

      Deixe uma Comentário

      GAMIWORK
      Logo