Riot Forge revela sua estratégia para os jogos single-player de League of Legends

League of Legends é um dos jogos mais populares do mundo, com milhões de jogadores que se enfrentam online em partidas competitivas e cooperativas. Mas o universo de Runeterra, onde se ambienta o jogo, tem muito mais a oferecer do que apenas batalhas entre campeões. É por isso que a Riot Games criou a Riot Forge, uma divisão dedicada a publicar jogos single-player desenvolvidos por estúdios independentes que exploram diferentes aspectos da rica lore de League of Legends.

A Riot Forge já anunciou vários projetos que estão em andamento, como Ruined King, Hextech Mayhem, Song of Nunu, Convergence, The Mageseeker e Bandle Tale. Cada um desses jogos tem um estilo, um gênero e uma história próprios, mas todos compartilham o mesmo objetivo: expandir o mundo de Runeterra e oferecer experiências únicas e imersivas aos fãs de League of Legends.

Mas por que a Riot Forge se foca apenas em jogos single-player? A resposta é simples: porque a Riot Games já domina o mercado dos jogos multiplayer. Com títulos como League of Legends, Wild Rift, Legends of Runeterra, Teamfight Tactics e Valorant, a Riot Games tem uma oferta variada e de qualidade para os jogadores que querem se divertir com seus amigos ou competir contra outros jogadores online. Além disso, a Riot Games está trabalhando em um MMO de League of Legends e em um jogo de luta ambientado em Runeterra, que prometem ser sucessos entre os fãs do gênero.

A Riot Forge, por sua vez, quer preencher uma lacuna que existe no mercado dos jogos single-player: a de jogos com histórias envolventes, personagens carismáticos e mecânicas inovadoras que se inspiram no universo de League of Legends. A Riot Forge não quer competir com a Riot Games, mas sim complementar sua oferta e atender a um público que busca uma forma diferente de interagir com Runeterra.

Por isso, a Riot Forge descartou a possibilidade de adicionar modos multiplayer aos seus jogos. Em uma recente publicação no Twitter, a Riot Forge respondeu a um fã que perguntou sobre a possibilidade de jogar Song of Nunu com outra pessoa. A Riot Forge explicou que o jogo foi concebido para ser uma aventura solo e que não há planos de introduzir co-op. Além disso, a Riot Forge afirmou que sua estratégia é focar em projetos single-player e deixar os aspectos multiplayer do mundo de League of Legends para a Riot Games.

Assim, podemos esperar que os próximos jogos da Riot Forge sejam experiências single-player que nos permitam conhecer melhor Runeterra e seus habitantes. Se você é um fã de League of Legends e quer mergulhar em sua lore, fique atento aos lançamentos da Riot Forge. E se você prefere os jogos multiplayer, não se preocupe: a Riot Games continua trabalhando para oferecer os melhores títulos online do mercado.

Máiron Vieira

Máiron Vieira

Adepto de Computadores e Notebooks desde quando teve o seu primeiro acesso a um aos 6 anos de idade, um PC com Windows 95 que rodava Coelho Sabido e Swat 3. Desde lá, acompanha o mundo da tecnologia, onde se tornou especialista em Notebooks, Computadores, Monitores e Teclados Gamers. Juntou toda essa experiência com o passa tempo de jogos MMORPG, onde iniciou com Tibia em 2005, mas teve acesso a jogos também como Gunbound, para criar o Blog GAMIWORK.Desde 2019 possui expertise em tecnologia e análises de produtos.E-mail: [email protected]

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

      Deixe uma Comentário

      GAMIWORK
      Logo